Pão é tipo bom demais


    OBRIGADO POR BUGAR FREETEXTHOST PQP

    Compartilhe
    avatar
    Mayuni
    Diva dos Personagens dlç

    Mensagens : 95
    Data de inscrição : 18/09/2015
    Idade : 17

    OBRIGADO POR BUGAR FREETEXTHOST PQP

    Mensagem por Mayuni em Qui Ago 31, 2017 1:20 am

    Yugyeom sentia o peito doer. Tinha sido dificil para o mais novo ouvir aquilo de Chanyeol, de ser descartado como um nada ali, na frente de Jinyoung, mais uma vez. Ele sentia as lagrimas presas nos olhos. Sair do esconderijo naquele momento não era a melhor coisa a se fazer. Se perder na cidade era a ultima coisa que queria.
    Pensou por alguns segundos para onde iria? Ele precisava ficar sozinho, descansar, gritar com Deus e o mundo, e a cima de tudo, reclamar de Chanyeol para as paredes. Só um lugar lhe veio a mente: o porão. Baekhyun não o utilizava mais, seria o melhor lugar e provavelmente o unico que teria um pouco de privacidade. Ele só precisava desligar as cameras.
    E foi para lá que sua mente lhe guiou. Entrou no local e o trancou por dentro, desceu as escadas ainda se esforçando para não deixar as lagrimas sairem. Porém se surpreendeu ao ouvir um som no banheiro do local, seu cenho se franziu e olhou para a porta entre aberta do local, se surpreendendo novamente ao ver Baek sair dali. Viu que a surpresa também atingiu Baekhyun que assustou-se ao ponto de dar um leve sobressalto e levar a mão ao peito. Yugyeom não conseguiu evitar um sorriso ao ver isso
    — Pelos deuses Yugyeom! — Diria ainda com a mão no peito — Como você anda tão silenciosamente com saltos desse tamanho? Você quase me matou do coração! — Disse Baekhyun dramaticamente fazendo Yugyeom rir baixo do mais baixo
    E foi então que Baekhyun olhou para o outro ômega, percebendo a aura diferente que ele tinha, até mesmo seu cheiro estava diferente
    — Está tudo bem? — Perguntou vendo o outro lhe olhar surpreso
    — Por... Por que não estária? — Perguntou vendo Baek dar de ombros
    — Você parece diferente... Meio acabado e triste... — Explicaria vendo o outro fechar a cara
    — Oh, outro grande elogio. Inutil, dispensavel e agora acabado, uau, o dia está otimo — Resmungou se sentando na cama do local e escondendo o rosto nas mãos
    — Quer desabafar? O que disse aqui fica aqui — Responderia vendo Yugyeom levantar o olhar para o mesmo.
    Sem dizer nada Yugyeom foi para o banheiro. Baekhyun estava quase entendendo aquilo como um não quando seu olhar parou em uma das varias cameras do local, sua cabeça tombou para o lado e um rubor tomou conta de seu rosto ao ver a luz vermelha informando que ela estava ligada. "quanto tempo faz que isso está ligado?" perguntou baixo e então viu a luz se apagar.
    — Pronto. Agora sim o que for dito aqui fica aqui — Diria Yugyeom saindo do banheiro e vendo o leve rubor em Baekhyun. Uma sombra de sorriso passou pelos seus labios ao imaginar o motivo disso.
    — E então? O que aconteceu? — Perguntou sentando-se na cama e vendo Yugyeom fazer o mesmo
    — Eu tive... Uma pequena discussão com os dois Park's da casa — Diria vendo Baekhyun demorar para entender
    — Jinyoung e Chanyeol? Por que? Foram eles que disseram essas coisas horriveis para você? — Perguntou Baekhyun vendo Yugyeom rir
    — Nunca espere nenhum tipo de ofensa diretamente dita por eles, não as que realmente são verdades pelo menos. — Diria vendo Baekhyun o olhar confuso — Chanyeol convocou uma reunião com outra gangue sem o concentimento da equipe, e quando fui... Tirar satisfação com ele, o idiota simplesmente insinuou que o que eu acho não é relevante e que eu não era importante o suficiente para opinar nisso. — Diria vendo Baekhyun franzir o cenho
    — E qual é o problema com essa tal gangue? Ela é alguma rival ou algo do tipo? — Perguntou vendo Yugyeom suspirar
    — A questão não é nem a gangue em si. Meu melhor amigo é dela, e eu realmente gosto muito dos representantes que costumam vir aqui tratar de negocios — Diria vendo Baekhyun suspirar
    — Eu não estou entendendo, então qual é o problema? — Perguntou vendo Yugyeom suspirar
    — Im Jaebum é o problema. — Diria irritadoa antes de deitar na cama e olhar para o teto. — Normalmente sempre que é preciso ter uma reunião entre nós e eles, quem vem é o braço direito dele, Jackson, e os companheiros dele, Mark e Bambam. Eles são pessoas de bem, Jack é um amor de pessoa, Mark é bem caladão, mas é tipo a Corujinha, tem um coração bom. E Bambam é meu melhor amigo, tenho certeza que vocês dois se dariam muito bem. — Diria com um sorriso no rosto
    — E por que eles não vão vir? — Perguntou Baekhyun fazendo com que um riso irritado saisse dos labios de Yugyeom
    — Porque o babaca do Park Chanyeol decidiu convidar Im Jaebum para vir pessoalmente até aqui. — Diria irritado e se sentando na cama
    — E você vai me explicar quem é esse cara? — Perguntou
    — Jaebum é o lider da G7, que é uma mafia muito antiga que trafica armas da Coreia do Norte, dos Estados Unidos e dos Emirados Arabês. — Diria vendo Baekhyun arregalar levemente os olhos — Jaebum já tem uma longa história de parceria com Jinyoung, ambos cresceram juntos e eram melhores amigos até um tempo atrás. — Diria e então um silencio ficou no local até Baekhyun quebra-lo
    — E o que houve? Digo... Para que você não gostasse dele — Questionou realmente curioso, Yugyeom não parecia ser do tipo que odiava alguém por nada
    — Não era um sentimento que eu tive desde que conheci ele. Pelo contrario, eu adorava Jaebum, ele me apoiou durante um tempo, me falava historias do Jinyoung. Era bom conversar com ele quando Jinny... — Yugyeom se calou por um instante antes de se forçar a continuar — Quando Jinyoung estava ocupado com problemas familiares. Jaebum era um amor e me tratava muito bem, mas do nada ele mudou começou a me tratar mal e... Bem, ele não era mais aquela pessoa maravilhosa que era antes. — Yugyeom riu baixo e voltou a se calar por uns instantes
    — E o que ele te falava era ruim a que ponto? — Perguntou Baekhyun ouvindo Yugyeom suspirar
    — O suficiente para que eu quisesse desistir de Jinyoung... O suficiente para que eu tentasse tirar minha vida... — Disse e ouviu o silencio reinar no local por um tempo — Não me pergunte por que eu fiz isso, eu me senti pessimo, me sentia odiado, Jinyoung não estava ali, fazia dias que eu não o via, comecei a achar que Jaebum estava certo e que eu não passava de um capricho temporario, que ele só me mantinha por perto por que eu incomodava os pais dele, por que eu era uma afronta. Só consegui entender os motivos dele depois de ter tentado o suicidio. Eu tive sorte que Jinyoung teve tempo em voltar para casa aquele dia. — Respondeu e sorriu tristemente — Foi nos dias que seguiram a isso que eu percebi o motivo de Jaebum me odiar tanto. — Disse e então se sentou limpando os rastros das lagrimas que tinham saido sem sua permissão
    — E qual era o motivo? — Baekhyun era curioso, isso era facil de perceber, um sorriso nasceu nos labios de Yugyeom.
    — Ele amava Jinyoung, e não era como amigo. — Respondeu — Por algum tempo eu achei que ele me odiava por culpa do lugar que eu tinha vindo e no começo só tinha me tratado bem por dó, mas na verdade era tudo em volta de Jinyoung. Ele me tratava bem enquanto achava que eu ea apenas um capricho, depois que ele viu que Jinyoung realmente estava serio com relação a mim, ele decidiu que teria que me tirar da jogada. — Explicou vendo Baekhyun concordar com a cabeça
    — Agora compreendo por que você odeia tanto ele... — Diria vendo Yugyeom sorrir para si, agradecido com a compreensão de Baekhyun — Mas por que os dois brigaram? Jinyoung e Jaebum — Perguntou vendo Yugyeom dar de ombros
    — Eu não sei. Jinyoung nunca me falou. E eu tenho a impressão de não querer saber mais. Só sei que no dia que eles brigaram foi um dia incrivel para mim. Jinny foi uma pessoa tão amavel e carinhosa, ele parecia me venerar... — Disse sorrindo — Imagino que ele tenha descoberto o que Jaebum falava para mim e brigado com ele por isso, mas nunca perguntei, contanto que Jaebum estivesse longe de nós eu não ligava.
    — Então é por isso que não quer ele de volta... Chanyeol sabe dessa historia? — Perguntou vendo Yugyeom suspirar
    — Sim, na epoca que formamos a aliança eu só aceitei isso se Jaebum nunca pisasse aqui, e claro que expliquei o motivo. Todos concordaram com isso na epoca... Não sei o que deu na cabeça de Chanyeol de ir contra um combinado... — Sussurrou vendo Baekhyun suspirar
    — Chanyeol é meio complicado de se entender — Tentou amenizar a coisa toda
    — Não é isso, eu já estou acostumado com o jeito complicado de Chanyeol, mas foi um extremo que ele ultrapassou, ele sabe o quanto Jaebum não me faz bem, mas mesmo assim o chamou para vir aqui, eu entenderia se ele me desse um motivo no minimo convincente, mas ele nem se quer se esforçou em explicar, disse que era uma besteira de "relacionamento" que isso não iria atrapalhar os negocios dele. — Diria rindo sem humor algum, fechou os olhos e controlou a vontade de chorar — E Jinyoung deixou ele falar o que quisesse e ainda me mandou calar a boca, ficando ao lado de Chanyeol, ele... Eu pensei que ao menos ele entendia meus sentimentos. — Diria levando a mão a Marca em seu pescoço seguido de um sorriso triste que nasceu em seus labios.
    — Eu entendo... Deve ser bem dificil passar por isso, mas você não pode deixar isso te afetar — Diria vendo Yugyeom olhar para ele e sorrir
    — Você não entende Baekhyun. Não vai ser eu quem vou perder nisso tudo, se Chanyeol acha que eu vou deixar tudo que ele me falou por um simples tapa no rosto ele está muito enganado. Vou provar para ele que sou mais util e importante aqui dentro do que ele imagina — Diria fazendo Baekhyun lhe olhar desconfiado
    — E como pretende fazer isso? — Perguntou
    — É simples Baek, eu não vou fazer nada. — Diria vendo o outro ficar confuso — Eu sempre tiro eles da reta, sempre cuido com o minimo de cuidado e agora eu não farei mais nada. Vou deixar eles se virarem sem o meu trabalho, e em pouco tempo você vai ver como isso aqui vai estar uma baderna, se não sou eu a manter a ordem nesse lugar ele simplesmente desmorona.
    — Não acha isso exagerado? — Perguntou vendo Yugyeom sorrir
    — Não querido. Você tem que entender uma coisa aqui dentro Baekhyun. Ou você apela para o extremo ou você nunca será ouvido aqui dentro — Diria para o mais baixo e então suspiraria — Mas vamos mudar de assunto, isso vai acabar me deixando depressivo. — Diria antes de suspirar e então lembrar de um fato que lhe interessaria muito, ficando animado com isso — Baekkie! Promete responder qualquer coisa que eu te perguntar? — Pediu vendo Baekhyun lhe olhar desconfiado
    — Sim... — Diria estranhando a animação de Yugyeom, aquelas mudanças drasticas de comportamento estava começando a assusta-lo de verdade
    — Como foi a sua primeira vez? Digo... Não literalmente e detalhadamente, eu sei como fazer sexo. Eu quero saber qual foi a sensação? O que você sentiu na hora? — Perguntou e viu Baekhyun corar
    — V-vamos mudar de assunto? Por que não me fala como foi você ter batido no Chanyeol? — Perguntou vendo Yugyeom fazer bico
    — Por favor... — Pediria mais uma vez, mas viu que Baekhyun não desistiria tão facil — Que tal. Se você responder qualquer pergunta minha sinceramente,você tem o direito de me perguntar o que quiser e eu não posso me negar a responder — Diria vendo Baekhyun pensar um pouco.
    — Ookay, eu conto — Diria novamente corando um pouco — Foi algo dificil de descrever. Eu estava com muito medo no inicio e pensei em desistir, mas eu meio que me entreguei e deixei acontecer, me senti como se fossemos um só, consegui realmente sentir que era um laço especial, foi tudo muito... Unico — Diria vendo Yugyeom sorrir um pouco diferente
    — Deve ter sido incrivel e inesquecivel... — Sussurrou vendo Baekhyun concordar
    — Foi... E bem melhor que a segunda vez se quer saber — Diria fazendo Yugyeom sorrir malicioso
    — Então teve uma segunda vez? — Perguntou e então riria — Pelo menos não foi no meu porão — Brinco vendo Baek rir também
    — Não, mas foi no carro de vocês — Brincou fazendo Yugyeom fechar a cara
    — Deuses, e eu achava que Jinyoung tinha uns fetiches estranhos com lugares — Reclamou fazendo Baekhyun rir
    — Mas então... Minha vez — Diria fazendo Yugyeom concordar — Como você e o Jinyoung se conheceram? — Perguntou vendo Yugyeom mudar a postura na hora
    — Eu... Nós? — Perguntou um tanto atordoado — Não foi nada romantico se quer saber, certeza que quer gastar sua pergunta com isso? — Perguntou vendo Baekhyun suspirar
    — Sim! E você disse que não podia desviar da pergunta — Acusou vendo Yugyeom suspirar
    — Okay... Eu... Ele me encontrou quando eu precisava de ajuda... Já fazia um tempo que eu tinha fugido de casa e tive que morar na rua por um tempo, já que eu era muito novo para trabalhar... Fiquei morando na rua até que ele me encontrou na cidade e me ofereceu ajuda — Contaria vendo Baekhyun se surpreender
    — Mas não é perigoso? Ficar sozinho na rua. Luhan vivia bravo comigo quando eu fugia dele e dos alfas que ele tentava me arruma. — Diria vendo os olhos de Yugyeom perderem totalmente o brilho e ele ficar um tanto longe por um tempo
    — Ah sim... Muito... Mas eu tive sorte que Jinyoung me achou pouco tempo depois então... — Yugyeom disse após um tempo em silencio e deviando o olhar
    — Ah... Entendo — Disse olhando com um pouco mais de compreendimento com o quão dificil tinha sido a vida de Yugyeom e até mesmo um pouco mais bravo pelo modo que Chanyeol tinha lhe tratado.
    Claro que Baekhyun não era dos mais espertos, mas ele não era bobo, ele tinha entendido muito bem pelo o que ele tinha passado até mesmo antes de Jinyoung aparecer em sua vida, e provavelmente as coisas em sua casa eram ruins ao ponto de Yugyeom preferir o perigo da rua ao proprio lar. Viu Yugyeom suspirar e levar as mãos aos olhos e passa-las por ali.
    — Mas então — Começou a mudar de assunto — Faz quanto tempo que seus pais te levaram para vacinar contra a gripe? — Perguntou vendo Baekhyun pensar um pouco
    — Era para eles me levarem semana passada, mas eles viajaram e então aconteceu tudo isso — Disse antes de se jogar na cama — Inclusive, acho que estou adoecendo pela falta da vacina — Diria fazendo bico
    — Adoecendo? — Perguntaria rindo, Baekhyun não parecia nem ter ideia do que realmente poderia ser a tal vacina. — Dificil ser verdade, mesmo que já devesse ter tomado, a vacina demoraria algum tempo e você precisaria ter entrado em contato com algum germe. — Diria e daria de ombros — Mas o que você está sentindo?
    — Não sei ao certo, só ando me sentindo com um pouco de febre. Tenho certeza que a culpa é do Chanyeol — Reclamaria do mais velho fazendo Yugyeom rir
    — Então ele realmente anda de esquentando muito? — Yugyeom veria Baekhyun corar um pouco
    — Ele é um idiota — Diria um tanto envergonhado
    — Oh, que grande novidade — Brincaria — O que Chanyeol tem de altura lhe falta em cérebro — Completaria rindo
    — Com certeza... Mas ele é um fofinho as vezes — Riria concordando com Yugyeom
    — Aquela girafa? — Yugyeom rodaria os olhos e então faria um barulho de descontentamento — só se for com você, com a gente ou vira uma mula e sai dando patadas ou é um burro que faz gracinha, ou uma leoa planejando o ataque. A versão coelho deve ser um pacote exclusivo — Brincaria por fim vendo Baek rir
    — Ele é isso tudo e um pouco mais... — Diria com um sorriso no rosto — Talvez como aqueles cachorrinhos que você tem que dar atenção o tempo todo — Diria fazendo Yugyeom lhe olhar por um tempo e sorrir
    — Baek, você já amou algum dia? Tirando parentes e amigos — Perguntaria vendo Baekhyun franzir o cenho
    — Que não sejam amigos ou parentes? Não — Respondeu vendo Yugyeom sorrir
    — Certeza? — Insistiu um pouco
    — Sim... — Diria um tanto desconfiado — O que quer dizer com isso? — Perguntaria fazendo Yugyeom rir
    — Nada, só uma pergunta inocente — Diria sorrindo — Mas queira saber Baekkie, tudo é mais bonito quando se ama — Diria piscando para o outro — Mas agora é sua vez. Alguma curiosidade?
    — Hn... — Pensou um pouco antes de sorrir — Como começou a se vestir assim? — Perguntou vendo Yugyeon sorrir
    — Jinyoung. — Diria com um sorriso nostalgico no rosto — Admito que não gostei da ideia no inicio, na verdade quase me recusei, mas eu queria tantoa gradar ele que aceitei. Vesti a roupa que ele tinha me dado. Jinyoung ficou o dia todo me elogiando e me mimando. Eu me senti amado e desejado naquele dia, decidi então que usaria para agradar a mim e a ele, pois passei a me sentir bem usando saia, melhor do que quando usava calças. — Respondeu com um sorriso no rosto
    — Você ama muito ele não é? — Perguntou pegando Yugyeom de surpresa
    — Amo? — Perguntou vendo Baekhyun sorrir
    — Se você pudesse se ver falando sobre ele Yugyeom. Você parece tão leve e apaixonado... — Diria vendo Yugyeom sorrir
    — Pareço? — Perguntou sorrindo — Imagino como devo estar, costumo ter a mesma visão quase toda hora — Diria e então riria baixo — Mas então... Minha vez... Qual foi a sua primeira impressão sobre mim? — Perguntou e então fechou a cara — E não venha me dizer "nossa que mulher bonita" por que eu desisto de te deixar vivo e te mato agora mesmo — Avisaria ao mais novo e o veria rir
    — Um salvador talvez? — Brincou fazendo Yugyeom rir — Não sei. Na verdade a primeira impressão que tive foi que você era o unico adulto daqui — Diria vendo Yugyeom sorrir
    — Oh, disso você pode ter certeza, até mesmo a Corujinha com toda aquela pose é uma criança — Diria vendo Baekhyun rir
    — Eu sei. Consegui perceber isso enquanto conversava com ele aquele dia — Diria sorrindo — Yugyeom... Como é o cio? — Perguntou vendo Yugyeom se surpreender com a pergunta
    — Bem... É uma sensação maravilhosa... — Diria e então pensaria por um tempo — Você se sente três mil vezes mais sensivel, qualquer toque faz você queimar, sendo ou não marcado — Explicaria com um sorriso nos labios — É otimo sentir seu companheiro perto de si, os cheiros ficam duas vezes mais fortes, você consegue sentir até o proprio cheiro. Que é um pouco doce, até enjoativo na minha opinião — Continuaria e então morderia o labio — Você consegue sentir a excitação de um alfa a mais de duzentos metros. — Diria e então olharia para Baekhyun — Algo especifico que queira saber? — Perguntou
    — Quando você está no cio, a sensação de estar sozinho, como é? — Perguntou
    — Horrivel. — Yugyeom seria direto — É como se você estivesse preso em um buraco escuro, humido e quente e acima de tudo se sentiria como se estivesse queimando por dentro. Você fica dão desesperado por não ter alguém ali que qualque um pode lhe servir, mesmo não sendo quem você queria — Diria — Uma vez Jinyoung teve que sair e eu fiquei aqui com os meninos, meu cio chegou mais cedo e eu estava com Chanyeol e... — Yugyeom se cortou e olhou para Baekhyun — Eu... Eu acho que não devo te contar isso... — Sussurrou e então desvioou o olhar — Só... Você se sente desesperado para ser tocado. — Diria um pouco mais envergonhado e ficando em silencio logo depois
    — Nossa... Deve ser horrivel. Não sei se quero passar por isso — Diria fazendo Yugyeom rir
    — Quando se está sozinho é sim horrivel. Mas quando está com alguem que tem fortes sentimentos... A sua primeira vez com Chanyeol não vai ser nada em comparação ao seu primeiro cio com ele. Aquelas sensações vão estar três mil vezes mais fotes e boas... — Diria e então suspiraria — Eu e ele... Não rolou nada, mal nos beijamos no dia... Jinyoung chegou logo depois, ele sentiu meu cio e veio o mais rapido que pode. Quando viu Chanyeol me tocando ele quase matou ele. Sorte que Kai e a Corujinha perceberam isso e coreram para cá. Foi por muito pouco que conseguimos parar ele. Não significou nada para nenhum de nós, foi apenas algo do calor do cio e... — Baekhyun lhe interrompeu
    — Está tudo bem Yug, é sério. — Diria sorrindo e então abaixaria os olhos — Eu tenho que te contar uma coisa que não aguento mais esconder. Promete guardar segredo?


    _________________

      Data/hora atual: Qua Nov 22, 2017 6:28 am